Pasta de Dentes (dentifrícios): Saiba qual escolher

Pasta de Dentes (dentifrícios): Saiba qual escolher

Hoje irei falar sobre as recomendações de pasta de dentes. Nós temos várias no mercado, e se não soubermos o que faz parte da pasta em si, as vezes você pode estar usando produtos não indicados para os seus dentes.

Os dentifrícios, popularmente conhecidos como pasta de dentes, são auxiliares na limpeza e no polimento das superfícies dentárias. Eles são frequentemente usadas em forma de pastas; entretanto, pós e géis dentários também estão disponíveis. Os dentifrícios são feitos de abrasivos (p. Ex., óxidos de silicone e alumínio, cloreto granular de polivinil); água; umectante; sabonete ou detergente; agentes flavorizantes e adoçantes; agentes terapêuticos (p. Ex., fluoretos e pirofosfatos); corantes e preservativos.

Compondo 20% a 40% dos dentifrícios, os abrasivos são sais inorgânicos insolúveis que melhoram a ação abrasiva da escova dentária em mais de 40 vezes. Os pós dentais são muito mais abrasivos do que as pastas e contêm cerca de 95% dos materiais abrasivos. A característica abrasiva dos dentifrícios afeta levemente o esmalte (parte de fora do dente) e é muito mais agressiva nos pacientes com resseção gengival. As lesões no dente causadas pelos procedimentos de higiene oral é causada principalmente pelos dentifrícios abrasivos, embora também lesões gengivais possam ser produzidas apenas pela escovação.

O acesso às superfícies de fora do dente e o fato de o paciente ser canhoto ou destro contribuem para o padrão de abrasão.

Caracteristicamente, as abrasões são mais prevalente nos dentes superiores do que nos inferiores e são encontradas com mais frequência no lado esquerdo do que no lado direito da arcada.

Os dentifrícios são úteis para a liberação de agentes terapêuticos nos dentes e na gengiva. O marcante efeito preventivo dos fluoretos (flúor) incorporados nos dentifrícios contra as lesões cariosas foi comprovado.

As pastas de dente para controle de tártaro, contêm pirofosfatos e foi demonstrado que elas reduzem a deposição de novo cálculo nos dentes. Esses ingredientes interferem com a formação de cristais no cálculo e não afeta os íons fluoretados na pasta nem aumenta a sensibilidade do dente. Os dentifrícios com pirofosfatos mostraram reduzir a formação de novo cálculo em 30% ou mais. Mas atenção, as pastas de dente contendo pirofosfatos reduz a deposição de novo cálculo, mas não afeta os depósitos de cálculos existentes. Para alcançar o melhor efeito da pasta dentária anti-cálculo, os dentes devem estar limpos e completamente livres de cálculo quando se iniciar o produto diariamente.

 

Recomendações do Dr. Leonardo

  • os dentifrícios aumentam a eficácia da escovação, mas devem causar uma abrasão mínima das superfícies próximas a gengivas, nos casos de dentes com resseção gengival;
  • Os produtos contendo fluoretos e agentes antimicrobianos fornecem benefícios adicionais para o controle da cárie e gengivite;
  • Os pacientes que formam quantidades significativas de cálculo se beneficiam do uso dos dentifrícios para controle de cálculo.

Quer saber mais? Entre em contato com Dr. Leonardo

Related posts

×