Emagrecimento e reeducação alimentar

Através dos grandes meios de comunicação, o acesso à informação pela população é bem maior, sendo comuns publicações relacionadas à alimentação e dietas milagrosas, ou dietas muito restritivas (dietas da moda), que prometem emagrecimento rápido e fácil. Porém na maioria dos casos o resultado não é definitivo, é apenas momentâneo, por um curto período de tempo. Outro problema das dietas restritivas é que muitas vezes ocorre somente a perda de líquidos e de massa muscular e não de gordura corporal, além disso, nem todos conseguem acompanhar uma dieta que limita estritamente as escolhas alimentares. Com o passar do tempo, as pessoas que colocam em prática as dietas da moda e não promovem a reeducação dos hábitos físicos e alimentares, acabam recuperando o peso que inicialmente perderam. Outra situação  que também é bastante comum é o paciente querer seguir a mesma dieta da amiga (o). Quando o nutricionista monta o cardápio para uma pessoa, é exclusivamente para as necessidades desta pessoa, baseado em seus objetivos, treinamento físico e individualidade bioquímica. Por isso, não é indicado você seguir a mesma dieta da sua amiga (o).

Cada um de nós tem necessidades nutricionais específicas, que variam de acordo com idade, fatores genéticos, estilo de vida e com a história de cada um. Isso que dizer que a forma como cada um de nós digere, assimila e metaboliza os alimentos é diferente. Portanto, dietas da moda na qual todo mundo faz igual, tem efeito apenas a curto prazo.  Então é preciso encarar a dieta como uma reeducação alimentar, um novo estilo de vida, em que o paciente consiga manter seus novos hábitos para sempre, e não somente em curto prazo.  Na consulta, são discutidos os principais hábitos alimentares e é traçado o diagnóstico nutricional (realização da avaliação corporal através dos percentuais de gordura), então é elaborado um plano alimentar personalizado e individualizado, com o objetivo de buscar a reeducação alimentar, para um emagrecimento saudável e definitivo.

 

Quer saber mais? Entre em contato com a Dra. Valéria

×